Celebridades da TI: Linus Torvalds

Por Ednei Pacheco de Melo em 15/03/2017.
Em plena era de sistemas comerciais e de plataformas fechadas, Linus Torvalds causou uma revolução no mercado de TI como um todo, ao iniciar a evolução do Linux como um sistema aberto, livre e comunitário.
Linus Torvalds

Linus Torvalds nasceu em Helsínquia, na Finlândia e frequentou a Universidade de Helsínquia, entre 1988 e 1996, obtendo um Mestrado em Ciência da Computação. Lá, ele é exposto ao SO Unix pela primeira vez, através de um computador DEC MicroVAX com o SO ULTRIX. Sua Dissertação de Mestrado intitula-se Linux: um sistema operacional portátil.

Em 1988, Linus foi admitido na Universidade de Helsinki. No mesmo ano, Andy Tanenbaum traz a público o SO MINIX, um derivativo do Unix para fins didáticos que rodava em computadores pessoais (PCs). No fim dos anos 1980, Linus toma contato com os PCs. Em 1990, Torvalds começa a aprender a linguagem de programação C em seus estudos. Em 1991, Linus compra um PC com um processador Intel 80386. Em 5 de janeiro de 1991, ele compra um Intel 80386-IBM PC antes de receber sua cópia MINIX, que, por sua vez, lhe permitiu começar a trabalhar no que se tornaria o Linux.

Com 21 anos, sendo cinco já de experiência em programação (em C), ele toma contato com o SO Unix da Universidade (SunOS, atualmente Solaris) e desejava usar a versão de Tannenbaum, o Minix, no seu recém adquirido 80386. Entretanto, descontente com os recursos do Minix, especialmente em relação ao seu emulador de terminal que ele utilizaria para conectar remotamente ao Unix da universidade, começa a desenvolver seu próprio emulador de terminal que não rodaria sobre o Minix, mas sim diretamente no hardware do PC com 80386. Esse projeto pessoal foi sendo modificado gradualmente e adquirindo características de um sistema operacional independente do Minix. Esse é o início do desenvolvimento do núcleo Linux, relatado pelo próprio Linus Torvalds em seu livro Just for fun. O projeto do Linux foi lançado em 1991 em uma famosa mensagem para a Usenet, em que ele divulga que estava disposto a disponibilizar o código-fonte e contar com a colaboração de outros programadores. Desde os primeiros dias de liberação do Linux à comunidade, ele recebe ajuda de hackers do Minix, e hoje recebe contribuições de milhares de programadores dos mais diversos locais do mundo.